O que é o Banco Central ?

     O Banco Central é o “banco dos bancos”. Assim como podemos pegar dinheiro Com os bancos disponíveis no mercado, eles fazem a mesma coisa, com o Banco Central.

     Ao mesmo tempo, ele também fiscaliza e regula essas instituições financeiras. Isso é importante porque b se não houver regulamentação, pode ocorrer problemas graves. Por último, o Banco Central tem um papel no controle do dinheiro que entra e sai do Brasil.  Essa primeira tem um impacto grande no nosso dia-a-dia,  muita gente não entende como. Diariamente, milhões de pessoas movimentam as suas contas. Umas recebem o salário, outras gastam. Umas investem, outras pegam emprestado . E cada banco tem que pagar os funcionários, manter sistemas de segurança etc. Pode acontecer e sempre acontece, de um banco fechar o dia no negativo.

    O jeito mais fácil de cobrir o prejuízo é pedir emprestado para outro que por acaso tenha dinheiro sobrando. Esses empréstimos acontecem da noite pro dia, e por isso são chamados de overnight. Mas o Banco Central, como banco dos bancos, pode se meter nessa história e ele próprio fazer esses empréstimos, Por exemplo: vamos dizer que o Banco A fechou negativo em R$ 1 Milhão. Por sorte, o Banco B tem R$ 1 Milhão sobrando. Os dois conversam e chegam num acordo de empréstimo, com juros de 1%, por exemplo. Aí vem o Banco Central e fala: quer dizer que o Banco B tem 1 Milhão sobrando? Ao invés de emprestar para o Banco A e ganhar só 1%, ele  empresta pra mim que eu pago mais. Pago 2% de juros. O Banco B, que não é bobo e quer ganhar mais,empresta para o  Banco Central . Esse é um exemplo didático, porém não é assim que funciona.

    O mais importante é pensar na conseqüência da entrada do BC. Como ele está pagando 2%, ninguém vai emprestar dinheiro pra ninguém por menos que isso. O BC, nesse exemplo, acabou forçando a subida da taxa para o mercado inteiro. Poderia acontecer também o contrário. Se, ao invés de falar com o Banco B, ele tivesse oferecido um empréstimo mais barato para o Banco A, rapidamente a taxa de juros cairia. Ou seja, o BC influencia diretamente a taxa que os bancos pagam para captar dinheiro.

    Isso influência diretamente em nossas vidas, pois é esse mesmo dinheiro que eles nos emprestam depois. Se os bancos captam dinheiro a 10%, por exemplo, eles vão emprestar pra gente por mais do que isso. Se não, vão perder dinheiro. E mesmo que você não tenha dívidas. Mesmo que você só tenha investimentos, essa taxa também te afeta. Porque é nesse mesmo mercado de empréstimos entre bancos que muitas vezes está o seu investimento. De onde você acha que veio o 1 Milhão que o Banco B tinha sobrando? Se eles emprestam entre si a 10%, eles vão usar os seus investimentos pra isso e te dar uma parte do lucro.  E quem manda nesse número é o BC. Ele monitora esse valor, para que ele fique direitinho onde ele quer.

    Quando você escuta notícias falando que o COPOM mexeu na taxa SELIC, é disso que eles estão falando. COPOM é só uma sigla pros chefões do Banco Central. Hoje em dia a SELIC está um pouco acima de 14%, uma das mais altas no mundo. Para entender o porque da nossa taxa ser tão alta, vamos pensar no motivo pelo qual o Banco Central liga pra isso. E porque você deveria ligar também. Muitos de nós, somos celetistas ou empreendedores, que querem aumentar as receitas, abrir filiais, enfim, investir no negócio pra ganhar mais. Outros estão sonhando em abrir a própria empresa.

      E  mesmo que você não tenha esse espírito  empreendedor e trabalhe para alguém, é bem, provável que esse alguém esteja pensando nessas coisas. Isso tudo é bom, do ponto de vista econômico. Significa crescimento da produção brasileira. Investimentos trazem eficiência. Para investir tem que ter dinheiro, e empréstimos baratos facilita muito. Só que facilitar demais pode sair pela culatra. Injetar mais dinheiro do que a economia é capaz de efetivamente usar só causa inflação. Por causa da nossa alta inflação é que a nossa taxa é alta assim, e por isso que normalmente quando você vê notícias falando do Banco Central e da SELIC, normalmente tem inflação no texto. Juros altos tiram dinheiro da rua, incentivam a poupança e combatem a inflação. Mas juros altos demais tiram dinheiro demais da rua e atrapalham o crescimento.

   É esse equilíbrio que tira o sono do presidente do Banco Central, desde 1964. Os últimos anos têm sido especialmente dolorosos ,porque a nossa economia está encolhendo e a inflação está alta. Esse casamento do mal entre estagnação econômica e inflação tem nome: estagflação.  A estagflação é cruel porque por um lado, dá vontade de cortar os juros. Por outro, dá vontade de aumentar. Sair dessa sinuca de bico é muito difícil. Quando a inflação está sob controle, as coisas são mais fáceis. Se a nossa fosse assim, a gente poderia tentar estimular o crescimento abaixando a taxa de juro é o que a Europa e Estados Unidos fazem. Lá, inflação não é problema crescimento que é. Por isso os juros são baixos. Só de curiosidade: o Japão e Suíça têm um problema bizarro.

    A inflação deles costuma ser tão baixa que às vezes fica negativa. ou seja, os preços tendem a cair com o tempo, o nome disso é deflação.   Todos os Bancos Centrais do mundo fazem mais ou menos as mesmas coisas e tem asmesmas preocupações. Por isso é importante acompanhar as noticias econômicas, para que seu suado dinheiro  não seja derretido pela inflação.